quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Aos que choram...

Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados.
Mateus 5:4
Admiro os felizes, os sorridentes.
Eu tento ser assim. Agradável, refrescante, pra cima.
Mas não é possível ser assim sempre.
E quando não for, chore.
Chorar não é vergonhoso. Não é tolo. Não é sinal de fraqueza.
Muito é nobre o que chora genuinamente. 
As lágrimas são os sentimentos de dor, frustração, impotência, solidão, alegria - por que não?-, saudade e comoção expressos em forma de água. Esse líquido do qual nos enchemos e nos regamos e, quando precisamos, vem à tona, nos lavando.
Lavando a nossa alma.
Por isso, chore, meu amigo, chore, minha amiga. Permita-se.
A vida é dura, às vezes. 
Mas deixando assim, o choro aparecer, ela se torna mais leve.

5 comentários:

Monique Mello disse...

Eu sou uma chorona incorrigível, rs

Ronni disse...

Devo dizer que eu também, Monique!

Paula disse...

Sempre choro Ronin... fiquei confortada com seu texto! rsrsr...
Te amo!

Paula disse...

Eu sempre choro!!! Fiquei até mais confortada! Te amoo!!!
Bjos!

Andrea disse...

Necessário chorar de vez em quando... seu texto foi um bálsamo!
Beijos!