sexta-feira, 3 de junho de 2011

Fim (-Série Eternidade)

Tudo tem um fim.
Questiono-me se tudo tem é um recomeço? Seria possível recomeçar algo que aparentemente estava acabado para sempre?
Sou como uma relva que hoje existe e amanhã já não existe mais. Voltaria eu a viver?
Voltaria você a viver?
Penso e me apego aos ensinamentos antigos. De profecias antigas, são boas novas.
Para todos, é possível e é oferecido um renascer.
Quero reviver.
Mas aí, sim, terei de dar fim completo às vozes que me dizem que essas Palavras são mentira. Fim ao medo de largar o que me prende e me jogar nesse imenso mar. Imenso e Eterno mar.

Um comentário:

Sabrina Simon disse...

Assim como da morte nasceu a vida (eterna) para a humanidade... assim como do pó ele nos criou...
Não só é possível. É necessário.
É necessário que, para o início de uma história perfeita, seja quebrada qualquer continuidade com o passado triste.
É recomeço. Para tanto, é necessário, antes, o fim.