sexta-feira, 30 de abril de 2010

Curtos

Lágrimas
Molho a folha de papel pela saudade existente.
Choro pelos que me são ausentes.
O abraço apertado quando chorei,
O olhar compreensivo quando precisei. E, hoje, não encontrei.
Chorar lava a alma.
Mostra que sou humano.
20/03/2010, às 21:52h

Um comentário:

Andrea disse...

Ainda bem que existem as lágrimas!