sexta-feira, 19 de março de 2010

A visão do futuro sobre o meu passado


Os sinos da Igreja bem próxima de onde eu morava, quando eu ainda estava na universidade, não me deixavam esquecer as horas.
Nossa, como eu reclamava disso!
Hoje, percebo que, talvez, Deus, em Sua Infinita Sabedoria, estivesse respondendo uma das minhas orações recorrentes que costumava fazer naquela época: - Senhor, ensina-me a contar os meus dias!
Os sinos, de certa forma, chamavam-me a uma vida de maior devoção, se não, pelo menos, convidavam-me a parar um pouco e refletir!
Revirando minhas coisas, achei dois papeizinhos de um dia muito corrido... Até gravei a data atrás deles.
Um tinha a hora de uma prova oral para monitoria de biologia que deveria ter ido fazer e não fui; o outro com o número de chamada de um livro de cálculo II (receio meu naquela época...), o qual peguei às pressas na biblioteca para não perder o ônibus e chegar em casa o quanto antes!
Puxa, como a vida era corrida! (E como é impressionante que ainda tenha esses papeizinhos!)
Nesses meus dias de maturidade, não sei se o tempo tem me 'corrido' tanto, mas parece que ele não é tão tirano mais sobre mim. É provável que os sinos tenham tido, sim, algum efeito sobre mim, e o tempo tenha deixado de ser tão mandão...
Começo a querer me aposentar e sinto que ele inicia seu desaceleramento completo.
Será bom um tempo final de contemplação e calmaria. Mas gostaria que, já naquela época de universitário, eu tivesse tido mais disso.
-Ah, Senhor, ensina-me a contar o RESTANTE dos meus dias!

Ronni Anderson
18/03/2010

Desligamento

Como é difícil me desligar dos ruídos do mundo.
Os problemas, as situações da vida não me deixam, em meus pensamentos.
Ouvia em algumas canções que deveria silenciar meu coração e me "ligar" no que é MAIOR do que eu.
Confesso que isso não costumava ser um problema para mim.
Mas, hoje, senti o peso das músicas.
Elas se fizeram verdade para/em mim.
Cada vez mais está mais difícil me desligar.

MAIS LIVRE,
MAIS SANTO,
MAIS ALTO, MAIS ALTO...
MAIS PERTO DE TI! (diz outra canção)

Desligar, por quê?
Porque mais livre e mais santo (separado) quero ser...
Uma antiga oração já me falava isso.
Habacuque inspirado me deu uma ajuda.
E, sim, profeta menor, Deus me dá pés como os dá corça e me faz andar altaneiramente.
Acima dos problemas...
Acima das decepções...
Acimas das desiluções...
E, assim, posso me desligar e ouvir a única VOZ que, realmente, interessa! E ,no fim, a única que realmente prevalecerá e eternamente guiará.

(Escrito em 09/03/2010)