segunda-feira, 1 de junho de 2009

Eu me esvazio, Senhor!

Tenho a sensação de que tudo o que poderia dizer ou escrever já foi melhor escrito ou dito por alguém.
Assim, vejo-me de mãos atadas.
O que dizer?
O que escrever?
(Para aonde irei?)

É certo que, se não posso dizer, eu consigo gritar!
E que se não posso escrever, posso desenhar!
Mas volto ao dilema anterior, porque muitos podem gritar ou desenhar com melhor maestria do que eu.
E isso também é certo!

Sinto-me, então, sufocado!
(Para onde me ausentarei?)

Poderia conversar com alguém e com essa pessoa desabafar todos os meus pesares.
[E mesmo assim não estaria sendo original, pois com 100% de chance omitiria detalhes importantes e não mostraria meu real "eu"]
(Só Tu tens as Palavras de Vida Eterna)

"Quando não posso sentir...
Quando minhas feridas não se curam...
Lord, I humbly kneel (Senhor, eu humildemente me ajoelho)
Escondido em Ti
Senhor, Tu és minha vida..." [Dennis Jernigan]


...Porque Dennis disse o que eu gostaria de dizer, ou melhor - mais belo - ele cantou!

"Ah, se eu pudesse me sentar e conversar contigo, Senhor!
Sem máscaras eu conversaria.
E não seria mais tocado por inconstâncias.
Senhor, eu preciso de Ti, agora!
Mais do que eu sei como.

Ah, se eu pudesse me sentar contigo, agora.
Se Tu pudesses me segurar em Teu colo.
Nada poderia me tocar
Embora eu esteja ferido. (...)

Ah, se eu pudesse...
Momento a momento até a eternidade chegar!"


/// [Trecho da música: " If I could just sit with You awhile" do cantor Dennis Jernigan ampliada e traduzida por mim]
// [Texto meu, complementado por essa bela música, apesar de achar que nem o texto é meu!]
/[Por fim, sem ressentimentos, Dennis. Só posso, ah! isso eu posso, dizer: _Obrigado!]

.
.
.

(If I could just sit with You awhile
...Moment by moment, ‘til forever passes by)


3 comentários:

mundodelucas disse...

Mesmo que, muitas vezes, não seja possível expressar de forma inovadora o que já foi sentido por vc ou por alguém, Deus sabe que o que vc sente é só seu. E por ser só seu já faz ser o seu sentimento diferente e muito especial. A transparência do que se sente (e do que se é) é a obra mais inovadora que Deus poderia ganhar. E nas mãos de Deus, além de inovadora, ela pode se tornar autêntica, logo, perfeita!

Abraços, irmão.

anjaa disse...

Eu quero me esvaziar de mim, Eu quero me esvaziar das dores desilusões...
É a sensação é que nunca conseguiremos expressar o que sentimos no momento, mas cada palavra tem seu ‘momento’ para cada um...
- ‘Me esvaziar de mim’, seria das minhas angustias, medos, ou de meu egoísmo...
- ‘Eu quero me esvaziar das dores e desilusões’, bom seria as minhas dores e desilusões ou as causas pelo outro?
Acho que a sensação que temos que seria muito melhor alguém escrever ou mesmo eu ler em algum lugar apenas é uma questão de risco e de saber qual a importância que isso tem em nós.
Pois porque isso teria tanta importância se não criar em nos algum sentimento bom ou algum momento de reflexão... O que dizer? o que escrever? E sim, para onde ir...
Eis a ação, eis que vem a avaliação sobre tudo, e cobranças, ansiedades, e para onde ir....
Poderia sim tentar me mascarar perante qualquer pessoa, é bem típico de nós humanos esconder qualquer erro, aquilo que nos faria um pouco pior que o outro, é melhor esconder, camuflar... Mas porque não sermos sinceros, e transparentes, começando por nos mesmos.. é sempre bom conhecermos nosso verdadeiro eu, para então sentir a vida a partir dos nossos olhos... e saber que tem algo muito lindo além disso tudo!
‘Pois é bom demais saber que esta comigo quando preciso, é bom sentir teu amor. A ansiedade de sentir-te me faz bem porque nada se compara ao teu amor! Para isso ser completo preciso educar o meu coração para a fidelidade. Porque Amores maduros são sempre amores fiéis!’

Dany Ozoko disse...

*.*
the most special post!